Adolescente estuprou, mordeu e espancou bebê de um ano e quatro meses

Adolescente, padrasto de um bebê de 1 anos, confessa que mordeu e estuprou a criança.

A mãe e o padrasto do menininho foram apresentados nesta segunda.

O padrasto do bebê, em Manaus, confessou à polícia ser o autor das lesões e do estupro contra o menino de 1 ano e quatro meses. O bebê foi hospitalizado com marcas de mordidas no domingo (12/06/2016).

Na delegacia, o suspeito dos crimes, de 17 anos, declarou que estava sob efeito de entorpecentes. A mãe da criança, de 22 anos, também foi detida. Ela nega ter conhecimento dos crimes de maus tratos e estupro contra o bebê.

Casal de jovens detidos por estuprar bebê

Casal de jovens detidos por estuprar criança, um bebê de 1 ano e 4 meses.

A pediatra, que atendeu o bebê em uma unidade de saúde na capital. contou que a criança tinha diversas marcas de mordidas, hematomas de espancamento por todo corpo e ferimentos no pênis. Na ocasião, a família negou que tivesse ocorrido qualquer violência contra a criança. A mãe e o padrasto do bebê foram apresentados nesta segunda-feira (13/06/2016) à imprensa. De acordo com a polícia, o jovem adolescente foi detido na casa da avó.

A mãe do menino estuprado foi detida ao prestar depoimento no domingo. Na delegacia, o jovem adolescente pedófilo confessou o crime à polícia e disse que estuprou e mordeu o bebê. Ele afirmou que estava sob efeito de drogas, mas que lembra com detalhes dos crimes. “Tava drogado, tinha cheirado pó. Só lembro que mordi. Eu brincava com ele”, declarou.

Bebê estuprado, mordido e espancado

Bebê de 1 ano e 4 meses foi estuprado, mordido e espancado.

A delegada Juliana Tuma, titular da Depca (Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente), informou que o suspeito de abusar da criança relatou, em depoimento, ter sufocado o bebê em vários momentos e afirmou não entender como a mãe não ouviu o choro da criança, já que o bebê gritava muito. Além disso, o menino dormia na cama entre os dois. A mãe da criança nega envolvimento no caso. “Nem desconfiava que ele fazia isso com meu filho. Ele acalentava meu filho. Sinto ódio e revolta porque estou pagando por algo que não fiz”, disse a mulher do bebê na delegacia. Juliana Tuma informou que o exame de corpo de delito realizado na criança violentada apontou que as marcas de mordidas no corpo e no pênis do bebê foram feitas por um adulto, o adolescente abusador. Ainda conforme a delegada, o bebê voltou a ser internado. A mãe e o padrasto foram indiciados pelos crimes de tortura e estupro de vulnerável. A mulher também vai responder criminalmente por omissão. O adolescente estuprador está apreendido na Deaai (Delegacia Especializada em Apuração de Atos Infracionais), onde aguardará decisão judicial. A mãe do bebê estuprado será levada à cadeia feminina.

ENTENDA O CASO

A mãe do menino de apenas um ano e quatro meses foi encaminhada à polícia, no domingo (12/06/2016), após o filho, o seu bebê, ser atendido no Pronto-Socorro da Criança João Lúcio, na Zona Leste de Manaus, com marcas de violência e agressão. O caso revoltou a equipe médica e pessoas que estavam na unidade de saúde no momento do atendimento. A mãe e o padrasto do bebê levaram a criança até o hospital. A pediatra Aline Coelho Cordeiro, que atendeu o menininho, contou que ele tinha diversas marcas de mordidas, hematomas de espancamento por todo corpo e ferimentos no pênis. Na ocasião, a família negou que tivesse ocorrido violência contra a criança.” O bebê chegou chorando. A mãe, super fria, chegou dizendo que o menino tinha caído do velocípede. Achei muito estranho porque a gente conhece quando a criança cai e, ele estava cheio de mordidas pelo corpo inteiro, perna, tronco, cabeça, bochecha, inclusive na área genital. O “pintinho”, pênis, dele estava dilacerado com mordidas”, disse a pediatra Aline Coelho Cordeiro.

Fonte: G1

Adolescente de 15 anos estupra criança de 3 anos em Teófilo Otoni

Uma criança de três anos é estuprada por vizinho adolescente em Teófilo Otoni.

Um adolescente de 15 anos foi apreendido na tarde dessa segunda-feira (12/10/2015), suspeito de estuprar uma menina de apenas três anos de idade, no Bairro Manoel Pimenta, em Teófilo Otoni, no Vale do Mucuri. A PM (Polícia Militar) foi acionada por volta das 13:20 para registro da ocorrência de estupro de vulnerável na Rua João Lopes da Silva.

Conforme a PM, a mãe da vítima estuprada relatou que, ao procurar pela filha, percebeu que a criança estuprada se encontrava na casa da sua vizinha. Ao chamar pelo nome da criança, foi atendida pelo adolescente pedófilo estuprador, que estava acompanhado da vítima violentada. Ainda de acordo com a PM, a denunciante disse que a criança estuprada estava bastante agitada e sem a calcinha. A menina estuprada contou para mãe que o adolescente estuprador teria retirado a sua roupa. O adolescente abusador teria confirmado que retirou a calcinha da menina, colocou-a no colo e tentou consumar a conjunção carnal, mas interrompeu o ato ao ser chamado pela mãe da criança estuprada. Diante dos fatos, o menor de idade pedófilo estuprador foi detido e encaminhado para a DPC (Delegacia de Polícia Civil) acompanhado pelo seu genitor. A criança estuprada foi levada para o Hospital Santa Rosália, onde foi examinada superficialmente por uma médica de plantão, que solicitou avaliação de um médico legista.

Garoto de 13 anos estupra primo de 3 em Roraima

Um adolescente estuprador de 13 anos foi apreendido pela PM (Polícia Militar) após admitir ter estuprado uma criança de apenas 3 anos. Tia do menino estuprado saiu de casa e a deixou com estuprador; vizinha ouviu choro do menino abusado, a criança de 3 anos.

Adolescente pedófilo de 13 anos

Adolescente pedófilo estuprador de 13 anos

A Polícia Militar apreendeu neste sábado (12/09/2015) um adolescente de 13 anos por estuprar um primo, de 3 anos, numa residência no bairro Jóquei Clube, zona Oeste de Boa Vista. O estuprador confessou a violência sexual ao ser questionado pelos policiais. De acordo com a tia do bebê estuprado, ela e a avó dos meninos saíram de casa para comprar um bingo e deixaram a criança com o garoto pedófilo estuprador, que teria aproveitado a oportunidade para cometer o crime de estupro de vulnerável. “Foi tudo muito rápido. Deixamos os dois sozinhos em casa. Quando retornamos, a criança abusada contou para a minha mãe que meu outro sobrinho teria machucado a bunda dele. Além disso, a vizinha ouviu gritos da criança chorando enquanto estávamos fora”, relata a tia, de 18 anos. Ela resolveu ligar para a mãe do bebê sodomizado após perceber que ele estava com sangrando bastante. A mulher havia saído de casa por volta das 7 horas da manhã. “Saí cedo e me ligaram informando o que havia acontecido. Quando cheguei a casa, vi a situação do meu filho violentado e questionei o meu sobrinho. Em seguida, decidi ligar para a polícia”, conta a mãe. Ainda conforme ela, o adolescente estuprador é suspeito de já ter estuprado outra criança da mesma família. Ao ser indagado pelos policiais se havia feito algo com o primo, o garoto confessou o crime e foi apreendido.

O pedófilo estuprador foi levado à Central de Flagrantes, no 5° DP (Distrito Policial), onde prestou depoimento à delegada Elisa Mendonça, que elaborou um AFAI (Auto de Apreensão em Flagrante de Ato Infracional) para o adolescente estuprador. Ele foi conduzido ao CSE (Centro Socioeducativo), onde poderá ser submetido a medidas disciplinares. “Após ouvir os depoimentos e diante das evidências, ficou claro que houve estupro de vulnerável”, esclarece a delegada. A criança passou por exame de corpo de delito e o caso será encaminhado à DDIJ (Delegacia de Defesa da Infância e Juventude).

Adolescente pedófilo de 14 anos estupra criança de 2 anos em Miro Cairo

Investigadores do GAT (Grupo de Apoio Tático da Polícia Civil) – apreenderam na tarde deste domingo, 02/11/2014, um adolescente pedófilo por ter estuprado uma criança de apenas dois anos de idade (um bebê).

O fato foi descoberto pela mãe da criança estuprada que é madrasta do pedófilo estuprador. Ela deixou a criança aos cuidados do enteado tarado, de quatorze anos, e chegando em casa percebeu que a criança agia estranhamente. A mãe só desconfiou da violência sexual no momento em que o filho foi ao banheiro.

A criança, vítima de estupro, foi encaminhada imediatamente ao Hospital Esaú Matos, onde foi examinada e medicada. Logo depois, a mãe foi até a delegacia onde prestou queixa e a criança foi submetida ao exame de corpo de delito, onde o médico confirmou o estupro (coito forçado). Com a comprovação, os investigadores foram até a residência do menor estuprador, onde, na presença do pai, foi apreendido em flagrante.

Abuso sexual infantil - criança estuprada

Abuso sexual infantil. Criança estuprada por adolescente pedófilo

Na delegacia o adolescente, pedófilo e estuprador, foi ouvido, porém demonstrou frieza e não mostrou arrependido pelo crime hediondo praticado (ato infracional análogo ao crime de estupro de vulnerável).

Fonte: blitzconquista . com .br/new/?p=29945

Garoto de 12 anos estupra criança de 2, na Cidade de Deus

Um menor adolescente pedófilo de doze anos de idade foi apreendido por estuprar uma criança de apenas dois anos, por volta das treze horas da quarta-feira (24/09/2014), na rua Jamburuna, n° 83, bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus.

Conforme a Polícia Civil, a criança de dois anos foi encontrada no quarto pela irmã mais velha, com ferimentos em suas partes íntimas, dizendo que estava sentindo muitas dores. A mãe da vítima disse que conhece o pedófilo estuprador e que ele, o predador sexual, e o filho, a vítima estuprada, costumavam brincar juntos todos os dias.

Ainda, de acordo com a Polícia Civil, a criança passou pelos exames necessários, onde foi confirmado o estupro de vulnerável, e agora passa bem.

A mãe do agressor sexual compareceu à Deaai (Delegacia Especializada em Apuração em Atos Infracionais) para acompanhar o adolescente, que ficou detido a quinta-feira (25/09/2014) para prestar depoimento a um promotor.

Deaai (Delegacia Especializada em Apuração em Atos Infracionais)

A mãe do pedófilo compareceu à Deaai para acompanhar o menor estuprador, que ficou detido por 24 horas, para prestar depoimento a um promotor.

Pedófilo de 16 anos Estupra Bebê de 2 anos

Um adolescente pedófilo de dezesseis anos de idade estupra uma criança, um bebê, de apenas dois anos no MS. O estuprador já pratica este tipo de crime há três anos.

Adolescente pedófilo de dezesseis anos de idade estupra uma criança, um bebê, de 2 anos

O adolescente pedófilo já pratica este tipo de crime há 3 anos.

O adolescente pedófilo de dezesseis anos apontado como responsável por estuprar uma menina de dois anos, já esteve envolvido em outros quatro crimes de estupro de vulnerável e corrupção de menor. Os delitos cometidos pelo suspeito começaram em janeiro de 2011, quando ele ainda tinha doze anos, na cidade de Chapadão do Sul. Ele chegou a ser internado na Unei (Unidade Educacional de Internação) Mitaí, que fica em Ponta Porã.

Por volta das 15h50min de domingo (15/06/2014), o adolescente pedófilo foi flagrado saindo de uma área de mata que fica na região do Anhanduizinho, região sul de Campo Grande, segurando a mão da menina. O fato foi flagrado pela mãe e vizinhos. A criança abusada teria saído pelo fundo da residência, que está em obras, sem que a mãe percebesse, e foi abordada pelo pedófilo estuprador.

Diante das indagações da genitora da vítima que estava assustada, pois não o conhecia, o jovem pedófilo se limitou a dizer que levou a menina até a área de mata para pegar folha de mamona. Com a confusão, a criança estuprada começou a chorar e apontar para o rapaz pedófilo dizendo que ele passou a mão nela por dentro da calcinha. A menina tinha sinais de arranhões pelo corpo provocados pelo mato intenso. Com a aglomeração de populares, o adolescente estuprador pegou a bicicleta e fugiu. Os vizinhos ligaram para a polícia para fazer a denúncia e começaram a procurar o adolescente pedófilo, que não foi localizado. A criança violentada passou por exame de corpo de delito na manhã desta segunda-feira (16/06/2014) no Imol (Instituto de Medicina e Odontologia Legal), e a polícia ainda não conseguiu localizar o adolescente estuprador. O caso foi registrado no fim de semana na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) da Vila Piratininga, região sul de Campo Grande, como estupro de vulnerável e deve ser encaminhado para a DEPCA (Delegacia Especializada na Proteção da Criança e do Adolescente).

Flagrado

O suspeito começou a praticar os delitos contra crianças aos doze anos de idade. O garoto pedófilo as atraía com o convite para brincar, mas acabava tirando as roupa delas e tentando abusar sexualmente. Em janeiro de 2013, o pedófilo foi flagrado cometendo o estupro de vulnerável na cidade do interior de Mato Grosso do Sul. Na época com 14 anos, ele convidou um menino de 8 anos para ir à casa dele jogar videogame. Com a vítima dentro do imóvel, ele trancou a casa e tirou a roupa do menino que começou a gritar. Em um ato de distração, a criança fugiu e contou sobre o abuso para a mãe. A polícia foi chamada e o adolescente pedófilo foi encaminhado para a delegacia com o pai, que estava trabalhando no momento do fato. O adolescente negou o abuso sexual, mas a vítima confirmou o crime. Com o flagrante, outra denúncia de estupro foi registrada. Ele teria aliciado outra criança, porém com deficiência. O pai do suspeito de estupro chegou a dizer que o filho pedófilo estava sendo acompanhado por um psicólogo. Após ser internado na Unei, o rapaz veio para Campo Grande, onde estava aos cuidados da avó.

Adolescente Pedófilo de 16 anos estupra bebê em Anhanduizinho

Jovem Pedófilo de dezesseis anos de idade estupra criança de dois anos em Anhanduizinho CG.

No decorrer da noite deste domingo (15 de junho de 2014), as polícias Militar e Civil fizeram uma operação para localizar o adolescente estuprador de 16 anos de idade que teria estuprado uma criança de 2 anos. O crime aconteceu no período da tarde, quando o adolescente pedófilo foi flagrado saindo de uma área de mata que fica na região do Anhanduizinho, com o bebê.

Ao ser abordado por moradores, o adolescente estuprador acabou fugindo e largando a criança no local. Os populares ligaram para o número 190 do Ciops (Centro Integrado de Operações de Segurança) e fizeram buscas. Em seguida, as equipes de policiais estiveram no local e fizeram um pente-fino, mas não localizaram o estuprador pedófilo.

A criança estuprada deve ser encaminhada na manhã desta segunda-feira (16 de junho de 2014) para o IMOL (Instituto de Medicina e Odontologia Legal) para realizar o exame de corpo de delito.